Sobre CD "Monodia" EMI Classics -1995, Miguel Sobral Cid

Compositor, Músico, Ensaísta, Investigador do CES, Professor na ESML

Sobre CD "Monodia" EMI Classics -1995, Miguel Sobral Cid

24 de Julho 2008
Miguel Sobral Cid, in Expresso
Sobre CD Este gesto de Pinho Vargas revela a preocupação quase ética que tem para com uma herança vanguardista da criação musical ocidental, o que, aliás, o compositor refere num curioso texto que acompanha o disco. A sua criação socorre-se, por assim dizer, de um qualquer evento histórico (musical ou não), constituindo-se espelho da reflexão que se produz da análise de um qualquer objecto ou ideia e do seu relacionamento com o contexto em que se insere.

Mas isto são coisas do passado, revistas neste registo em Poetica dell`Estinzione, Mirrors e também na peça para clarinete. Mais recentemente, Pinho Vargas segue um percurso bastante diferente. O que chama de "reconquista progressiva de elementos da linguagem musical que conhecia mas não utilizava na escrita por razões ideológicas". Trata-se de uma perspectiva que permite olhar a composição de uma obra como um gesto isolado, emancipado de qualquer corrente estética. A obra justifica-se a si própria, bem como a intenção do compositor.

Repõe-se, afinal, a importância do elemento expressivo como principal meio de constituição de significado musical, ganhando as obras por vezes um contorno lírico e um tom de espontaneidade surpreendentes, bem perceptíveis em Monodia ou nos Três Quadros para Almada. A palavra de ordem não é "inovar"; antes "experimentar de novo".

Outras Criticas sobre MONODIA


Discos

2014

Outro Fim e Step by Step, Drumming CDs 2014

Critica de Maria Augusta Gonçalves publicada no Jornal de Letras, Julho 2014
2009

SOLO II: mais críticas

1. Manuel Falcão, Jornal de Negócios, 6-11-2009
2. Rui Branco, Jornal de Notícias, 6-11-2009
2009

SOLO II

Diário de Noticias , Nuno Galopim

Um ciclo de discos a solo que abre novos caminhos
2008

Graffiti [just forms], Six Portraits of Pain, Acting Out, A dor e a angústia em retratos musicais por Cristina Fernandes

Cristina Fernandes, Ypsilon, p.36, Público, 10 de Outubro 2008

A dor e a angústia em retratos musicais
Três obras fundamentais de António Pinho Vargas
2008

Graffiti [just forms], Six Portraits of Pain, Acting Out, O pensamento e o seu choque por Maria Augusta Gonçalves, JL, Novembro

2008

Solo Discos da semana, 30 de Junho. ****

2008

Solo Augusto Seabra, Letra de Forma

2008

Monodia,  Arditti Quartet Jed Distler www.classicstoday.com

2008

As Mãos, O Melhor de António Pinho Vargas Vítor Ribeiro, in Tempo Livre

2008

A Luz e a Escuridão

***** in Diário Económico
2008

Monodia Luís M. Alves

in Público, suplemento
2008

Solo ***** Raul Vaz Bernardo

Raul Vaz Bernardo, Expresso, 23 Agosto 2008
2008

Solo Rui Branco, JN, Julho, 2008

2008

Solo, Magnífico regresso *****

Nuno Catarino, Público, 4 de Julho 2008
2008

Solo, Crítica, João Gobern, Sábado

2008

Solo, Crítica, Rui Branco, JN

2008

Solo, Entrevista, João Pedro Oliveira, DN

2008

Selos e Borboletas - O DISCO - Sons, aromas e outros voos

Viriato Teles, in O Jornal
2008

Selos e Borboletas in Diário de Notícias

2008

Sobre CD "Monodia" EMI Classics -1995, Miguel Sobral Cid

Miguel Sobral Cid, in Expresso
2008

Versos Teresa Cascudo, in Público

2008

JAZZI METAL - CONTEMPORARY MUSIC FOR BRASS ENSEMBLE in Jornal de Letras, 21-1-2004. Crítica ao CD "Jazzi Metal - Contemporary Music For Brass Ensemble

2008

Os Dias Levantados - O 25 DE ABRIL FEITO ÓPERA

Bernardo Mariano. in DNMais
2008

Os Dias Levantados - DO TEMPO QUE FOI NO TEMPO QUE É

Augusto M. Seabra, in Público
2008

Os Dias Levantados - UM COMETA QUE SE ACENDEU NO AR

F.S.C., in Diário Económico
2008

Os Dias Levantados - ABRIL, A SUBSTÂNCIA DO TEMPO

Maria Gonçalves de Sousa, in JL
2008

Outros Lugares

in Tempo
2008

António Pinho Vargas "Cores e Aromas"

in Capital
2008

António Pinho Vargas "Cores e Aromas"

Raúl Vaz Bernardo, Expresso - Cartaz
2008

A INCONTESTÁVEL MELANCOLIA - António Pinho Vargas, Os Jogos do Mundo

RAUL VAZ BERNARDO, Expresso
© 2013 António Pinho Vargas. Reservados todos os direitos. All rights reserved.
Desenvolvido por Luis_Pinto @ Cowork, Design Carlos Pinto